Como Crescer: Dendrobium Orchid Care

Informação Geral

>br>>

Dendrobium é o Género da orquídea na família Orchidaceae. Existem mais de 1200 espécies reconhecidas de orquídeas Dendrobium e o comércio floral tem criado uma abundância de híbridos. Algumas espécies, por exemplo Dendrobium Nobile, foram hibridizadas centenas de vezes. As orquídeas de Dendrobium crescem em habitats muito diferentes, pelo que é impossível generalizar as suas necessidades. É possível encontrar orquídeas selvagens de Dendrobium no outback australiano, bem como numa floresta tropical asiática e nos contrafortes das montanhas dos Himalaias. Há Dendrobium da floresta tropical, e espécies que vivem em floresta decídua a altitudes superiores a 3000 metros. Para oferecer cuidados correctos com o Dendrobium, terá de considerar o ambiente natural da sua planta. Mas por vezes a informação é escassa, ou as plantas podem ser mal identificadas. É importante prestar atenção à forma como a sua planta responde às condições em que a mantém. Abaixo estão algumas directrizes gerais, e mais específicas para cuidar das orquídeas Dendrobium como plantas domésticas.

As orquídeas Dendrobium são epífitas ou litófitas na natureza, o que significa que crescem presas a outras plantas (tipicamente árvores) ou em rochas e pedras. Geralmente não radicam no solo, pelo que não têm acesso à humidade do solo, como é o caso das plantas terrestres típicas. Recebem a sua humidade da chuva que cai sobre as suas raízes, e humidade no ar. Para um cuidado adequado com o Dendrobium, devemos regar adequadamente, mas deve ser-lhes permitido secar entre as molhagens.

É importante que obtenha informações detalhadas sobre os cuidados a ter com o seu determinado tipo de Dendrobium, porque os cuidados podem variar muito dependendo do tipo que tiver.

>br>

A Classificação Geral

>br>

Dendrobium orquídeas podem ser divididas em dois tipos distintos, as plantas ‘Hard Cane’, tipificadas por Dendrobium Phalaenopsis, e as espécies ‘Soft Cane’, tipificadas por Dendrobium Nobile. Estas espécies têm naturalmente muito em comum, mas como os dois tipos habitam ambientes naturais bastante diferentes, os seus cuidados irão divergir um pouco.

1. Hard Caned ou Dendrobium Phalaenopsis Type

Este Dendrobium é assim denominado devido a certas semelhanças que tem com a mais conhecida Orquídea Phalaenopsis. Tem folhas semelhantes, espessas e cerosas, e as flores de certa forma aparecem num espigão – as duas plantas não estão realmente relacionadas. Esta espécie é muito amplamente hibridizada, com centenas de variedades interessantes e atractivas disponíveis.

Hard Caned or Phalaenopsis Tipo de Dendrobium

Hard-Os dendrróbios de canudo têm pseudobulbos altos que são muito finos e as suas folhas são geralmente um pouco mais escuras do que as de canudo macio. As Dens de lata dura são sempre verdes e muitas vezes mantêm as suas folhas durante muitos anos antes de as deixarem cair. As Dens de cana-dura crescem com picos a partir do topo da cana e produzem belas pulverizações florais.

Esta ‘cana dura’ Dendrobium provém de florestas tropicais no canto nordeste da Austrália e Nova Guiné, por isso tem menos variação sazonal do que o Dendrobium Nobile, abaixo. Gosta de um ambiente quente e brilhante, e de alimentação regular durante o período de crescimento; o período de repouso invernal não necessita de uma queda significativa da temperatura para encorajar a floração, embora a alimentação deva parar, e a rega deva ser reduzida; talvez substituída por nebulização, a menos que as folhas ou as bengalas comecem a murchar.

2. Caniço macio ou Dendrobium Nobile Type

>br>>>/div>

Esta é uma orquídea muito conhecida, com um grande número de cultivares disponíveis, com algumas flores muito atractivas. As orquídeas deste tipo são frequentemente referidas como “cana macia”. Geralmente fácil de tratar, e portanto muito popular. Ao contrário do Dendrobium Phalaenopsis acima, as flores crescem a partir das bengalas da planta, e não de um espigão de flor. Esta espécie também se caracteriza pelas suas folhas finas e flexíveis; muito diferente da folhagem do Dendrobium Phalaenopsis. Os pequenos botões aparecem em cada nó da cana no final do Inverno. No entanto, fazer florescer plantas desta espécie requer um pouco de atenção, e consideração das suas condições naturais de crescimento. O cuidado com o Dendrobium Nobile dentro de casa não é tão simples como cuidar de algumas orquídeas tropicais com menos variação sazonal de temperatura.

>br>

Canas macias ou Nobile Tipo de Dendrobium

O habitat natural das orquídeas Dendrobium Nobile são as florestas de folha caduca nos contrafortes dos Himalaias, mas também a China, Vietname, Tailândia, Laos e Myanmar. Crescem frequentemente em altitudes mais elevadas do que muitas outras espécies de orquídeas e como tal podem tolerar temperaturas significativamente mais baixas do que as plantas que habitam as florestas tropicais equatoriais de terras baixas. Se estas plantas não experimentarem um Inverno fresco, não florescerão, mas produzirão Plântulas (keikis) em vez de botões. As florestas em que vivem perdem as suas folhas no Inverno, sujeitando a planta a condições muito brilhantes, mas frias e secas.

Assim, para exibir os melhores cuidados, Dendrobium Nobile deve ter uma pausa de Inverno: isto pode ser simulado deixando estas plantas ao ar livre durante algumas semanas após a floração, temperaturas tão baixas como 10°C são boas; naturalmente não deixe estas plantas experimentar qualquer geada. Parar de alimentar e regar a planta durante o período de Inverno (tipicamente Dia das Crianças até ao Dia dos Namorados), mas posicioná-las com boa luz. Discutiremos mais sobre o cuidado dos dendróbios do tipo Nobile num Posto separado.

“Este guia de cuidados é para os dendróbios do tipo Phalaenopsis mais comumente cultivados retratados acima”

Care are and Growth Information of Nobile Type and Other Dendrobium Species será detalhado em posts separados.

Requisitos de luz

Dendrobiums Phalaenopsis precisam de muita luz, mas não de sol directo. Uma janela sul ligeiramente sombreada é o melhor. Estas plantas gostam de luz solar forte e natural. Adoram sol pleno de manhã e ao fim da tarde, mas fazem melhor se a luz for um pouco filtrada entre as 11h e as 15h. Crescerão em condições de baixa luminosidade, mas é pouco provável que a planta floresça bem. O aparecimento de keikis significa muitas vezes que a planta não está a receber luz suficiente. Por outro lado, se vir folhas amarelas, pode ter dado à planta demasiada luz solar directa.

Requisitos de temperatura

>br>

São consideradas plantas de estufa quente pelos cultivadores, o que significa que favorecem condições numa estufa quente. A temperatura para estas plantas deve ser sempre superior a 60 graus Fahrenheit. As orquídeas do tipo Dendrobium Phalaenopsis dão-se bem em temperaturas diurnas entre 24°C a 30°C e temperaturas nocturnas entre 16°C a 18°C. Eles farão melhor quando houver uma diferença de 8°C a 11°C entre as temperaturas diurnas e nocturnas.

” Lembre-se! Com temperaturas mais altas, deve ser fornecida Ventilação e Humidade adequadas”

>br>>

Requisitos de Água

>br>>>/div>

Estas plantas são sempre verdes e não requerem um período de descanso como algumas orquídeas requerem. Devem ser regadas à medida que se aproximam da secura. Isto pode variar de 2 a 5 dias, dependendo da humidade, do movimento do ar, da quantidade de luz que recebem, dos vasos utilizados, do tipo de vaso (Plástico ou Barro) e do tamanho do vaso. Após a estação de cultivo, cortar um pouco de água, mas não suspender a rega.

Água as suas orquídeas de manhã para que as folhas fiquem secas antes da noite. Não utilize água com sal e amolecida ou destilada. Deixe a água correr através da planta durante cerca de um minuto. Não deixe a planta escorrer completamente. Não as deixe num tabuleiro com água, pois isso pode apodrecer as raízes. O excesso de rega é mais prejudicial para as orquídeas de dendrobium do que a falta de rega. O amarelecimento das folhas de dendrobium pode ser um sinal de demasiada ou pouca água.

“Os dendróbios gostam de estar em pequenos vasos e são geralmente muito mais altos do que o vaso é largo”

Requisitos de humidade

>br>

A gama de humidade ideal para fazer crescer o seu Dendrobium Phalaenopsis é 50-60 % de humidade. As pontas das folhas castanhas são um sinal de que o ar está demasiado seco para a sua orquídea. Use um tabuleiro raso de seixos cheios de água (Humidity Tray) para aumentar a humidade em redor das suas plantas. Certifique-se de que o vaso não se senta em água, pois isto apodrecerá as raízes.

Dê espaço às suas plantas para que o ar circule à sua volta. A aglomeração das plantas pode levar a problemas com infestações por insectos e fungos. Um pequeno ventilador ajudará a proporcionar uma boa circulação de ar à volta das suas plantas.

Blooming

>br>

Os sprays de floração aparecem do topo das bengalas quando maduras e têm geralmente de 5-20 flores que duram de um a três meses. Os sprays podem ser utilizados como flores cortadas para arranjos. Estas flores florescem várias vezes ao longo do ano, dependendo das condições. Algumas são perfumadas. Quando as flores estão prontas, corte os sprays exactamente onde encontram as bengalas. As bengalas têm o potencial de produzir várias pulverizações a partir das axilas superiores das folhas.

“Para ajudar a provocar um espigão de flor, baixe ligeiramente a temperatura da água e da noite”

No entanto, não se deve remover nenhuma bengala sem folhas antigas, pois armazenam nutrientes e água para manter a planta saudável. As bengalas mais antigas por vezes florescem ou produzem pequenas plantas, chamadas keikis, que podem ser envasadas sozinhas depois de desenvolverem raízes.

>br>

Requisitos de fertilizantes

>br>

Dendrobium Phalaenopsis precisam de ser fertilizadas regularmente quando estão em crescimento activo. Fertilizar de duas a três semanas durante os meses de Verão e uma vez por mês no Inverno deve ser suficiente.

Fertilizantes recomendados:

  • Fertilizante equilibrado para o crescimento: 20-20-20 (NPK) – 1 grama por litro de água – Pulverizar uma vez em cada semana alternativa (14 Dias)

  • High-Phosphorus Fertilizer for Blooming: 0-52-34 (MPK) – 1 grama por litro de água – Pulverização em cada semana alternativa (14 Dias)

>br>>>/div>

“Uma vez por mês utilize água limpa para lavar quaisquer sais acumulados da mistura de vasos”

>br>>>

P>Potting , Meios e Propagação

>br>>>/div>

div>>div>

Estas são orquídeas naturalmente epífitas que irão prosperar em cestos pendurados com poucos ou nenhuns meios de cultura ou irão sair-se bem em meios de cultura de drenagem rápida como uma planta de parapeito de janela. De facto, elas saem-se melhor num vaso mais pequeno com apenas uma polegada extra para além do torrão. As orquídeas não crescem no solo, mas sim numa mistura especial que imita o seu ambiente na natureza. Escolha um vaso de orquídeas adequado que possa ser disponibilizado localmente, contendo sobretudo musgo de turfa, perlite, casca de abeto, casca de pinheiro, carvão ou casulo como um todo ou como Ingredientes.

Repotting deve ser feito apenas quando a mistura se decompõe (a cada 2 a 3 anos) ou quando a planta ultrapassa o vaso ou quando o meio de cultivo permanece encharcado e já não drena devidamente. Antes de replantar, deve sempre remover todo o substrato velho e aparar as raízes danificadas com uma ferramenta de corte estéril.

“Ao replantar, usar um vaso pequeno; usar um vaso grande abrandará o crescimento e reduzirá significativamente a floração”

Se a sua planta tiver pelo menos quatro bengalas que estejam a produzir folhas saudáveis, pode dividi-la. Cada divisão necessita de pelo menos três bengalas/crescimento por divisão. Use uma grande faca rígida para cortar o rizoma e a massa da raiz, tentando manter a massa da raiz intacta o máximo possível. Remover todo o meio de crescimento da massa de raízes, e depois cortar qualquer raiz longa, pendurada ou morta. Colocar a planta num vaso com o tamanho apropriado, não deve ser demasiado grande. Adicionar o meio de cultivo de orquídeas em redor das raízes, de modo a que a junção da planta com a raiz fique a meia polegada abaixo da mistura. Embale firmemente o meio de cultivo, e espere uma semana para regar bem.

Problemas relacionados com pragas e outros Dendrobiums

>br>

Fungal and Bacterial Diseases of Dendrobiums are common because of the levels of moisture they need to survive. Os agentes fúngicos causam problemas como apodrecimento das raízes, manchas foliares, manchas foliares e distorção nas flores.

*Ligação Externa

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *