Fluxo e Função de Humor Aquoso

O humor aquoso é o fluido produzido pelo olho. Fornece nutrição ao olho, assim como mantém o olho num estado pressurizado.

O humor aquoso flui do corpo ciliar para a câmara anterior, para fora através de um tecido esponjoso na frente do olho chamado malha trabecular e para um canal de drenagem (região azul escura junto à malha trabecular). No glaucoma de ângulo aberto, o fluido não flui livremente através da malha trabecular, causando um aumento da pressão intra-ocular, danos ao nervo óptico e perda de visão.al.

A maior parte, mas não todas, as formas de glaucoma são caracterizadas por alta pressão ocular (intra-ocular). A pressão intra-ocular permanece normal quando algum do fluido (humor aquoso) produzido pelo corpo ciliar do olho flui livremente (seguir a seta azul). Este fluido fornece nutrição ao olho e também mantém o olho num estado pressurizado.

Tudo o que é necessário para gerir o glaucoma

Glossary of Terms

Câmara anterior: A região do olho entre a córnea e a lente que contém o humor aquoso.

Humor aquoso: O fluido produzido no olho.

Membrana do Bruch: Localizada na retina entre a camada de coróide e a camada de epitélio pigmentado da retina (RPE); fornece suporte à retina e funciona como a membrana ‘cave’ da camada RPE.

Corpo ciliar: Parte do olho, acima da lente, que produz o humor aquoso.

Coroide: Camada do olho atrás da retina, contém vasos sanguíneos que nutrem a retina.

Cones: As células nervosas fotorreceptoras presentes na mácula e concentradas na fovea (o próprio centro da mácula); permitem que as pessoas vejam os detalhes e a cor.

Cornea: A estrutura exterior, transparente na frente do olho que cobre a íris, pupila e câmara anterior.

Drusen: depósitos de resíduos celulares extra amarelados que se acumulam no interior e sob a camada de epitélio pigmentado da retina (RPE).

Fovea: O poço ou depressão no centro da mácula que proporciona a maior acuidade visual.

Iris: O anel colorido de tecido atrás da córnea que regula a quantidade de luz que entra no olho, ajustando o tamanho da pupila.

Lente: A estrutura transparente suspensa atrás da íris que ajuda a focar a luz na retina.

Mácula: A porção do olho no centro da retina que processa uma visão nítida e clara em linha recta.

Nervo óptico: O feixe de fibras nervosas na parte posterior do olho que transporta mensagens visuais da retina para o cérebro.

Fotorreceptores: As células nervosas (hastes e cones) sensíveis à luz localizadas na retina.

Pupila: A abertura ajustável no centro da íris através da qual a luz entra no olho.

Retina: A camada de tecido sensível à luz que alinha a parte de trás do olho.

Epitelio Pigmentado Retiniano (RPE): Uma camada de células que protege e nutre a retina, remove os resíduos, impede o crescimento de novos vasos sanguíneos na camada da retina e absorve a luz não absorvida pelas células fotorreceptoras; estas acções impedem a dispersão da luz e aumentam a clareza de visão.

Rods: Células nervosas fotorreceptoras nos olhos que são sensíveis a baixos níveis de luz e estão presentes na retina, mas fora da mácula.

Células esclerófilas: O revestimento exterior resistente que protege todo o globo ocular.

Trabalho de malha trabecular: Tecido esponjoso localizado perto da córnea através do qual o humor aquoso flui para fora do olho.

Vitreous: Substância gelatinosa transparente que enche o olho da lente até à parte de trás do olho.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *